• VITTAL FISIO

Principais Lesões em Atleta de Vôlei | PARTE 2

Atualizado: 27 de Nov de 2019

Dando seguimento a nossa série de conteúdos sobre lesões no esporte, continuaremos com mais informações relacionadas às lesões dos atletas de vôlei. Na primeira parte falamos sobre: Lombalgia, Lesões no Ombro, Tendinopatia ou Inflamação no Manguito Rotador, Ruptura do Manguito Rotador, Bursite ou tendinopatia degenerativa, Entorse, Lesões na mão, Entorse nos dedos e Rupturas de ligamentos e tendões, Fratura das falanges e metacarpos e Luxações nos dedos. Você pode acessar o conteúdo completo clicando aqui.


Lesões no Joelho


Os atletas de vôlei saltam muito durante a prática do esporte e os joelhos podem ser sobrecarregados pelo esforço e exigência de equilíbrio e estabilidade no momento do salto e da queda.


Entorse do joelho


O entorse acontecem quando o pé é preso e o joelho é forçado para dentro, causando uma lesão nas estruturas internas do joelho chamadas de mediais. Essa lesão pode ser ainda pior caso ocorra uma rotação do fêmur.


O entorse tem três graus de lesão:

  • Lesão no Ligamento Colateral Medial: o entorse pode lesionar o ligamento colateral medial que é estrutura localizada fora da articulação. Dependendo do grau de rompimento do ligamento o atleta pode ter uma cicatrização rápida e retornar a prática do esporte de 3 a 6 semanas. A fisioterapia pode auxiliar e acelerar a recuperação.

  • Lesão no Menisco Medial: essa lesão já é mais séria precisando de uma ressonância magnética além de uma avaliação mais detalhada. A lesão ocorre dentro da articulação, causando um derrame que é percebido pelo inchaço da articulação. Pode ser necessária uma artroscopia para tratamento da lesão. O atleta pode retornar a prática esportiva entre 2 a 3 meses e assim como a lesão do ligamento colateral medial a recuperação pode ser acelerada com fisioterapia.

  • Lesão no Ligamento Cruzado Anterior: é o ligamento cruzado é um tecido fibroso que que junto com a ligamento cruzado anterior tem a função de unir os ossos do joelho ao fêmur e a tíbia. É uma lesão grave e necessita de cirurgia para correção. Em algumas situações é necessário é necessário o uso de enxerto vizinho, como tendão patelar, tendão semitendíneo, etc., para refazer o ligamento. A a lesão por entorse que necessita de maior tempo de recuperação ultrapassando os 6 meses.


Lesões do Tornozelo


Entorse do Tornozelo


Outra lesão comum em atletas de vôlei é o entorse do tornozelo, que ocorre quando o pé vira bruscamente, causando uma inversão excessiva do pé. causando o estiramento ou ruptura parcial ou total dos ligamentos do tornozelo.


Diversos fatores podem levar ao entorse do tornozelo: Músculos fracos, altos impactos, ligamentos frouxos, lesões anteriores, pisada supinada, pisada pronada, movimentos bruscos de rotação, até mesmo o uso de calçados inapropriados como os de salto alto podem levar ao entorse.


Lesões anteriores mal tratadas podem levar ao entorse, por isso a importância de buscar um fisioterapeuta para iniciar um tratamento adequado, levando a uma recuperação completa, evitando evoluir para um quadro crônico que pode levar ao entorse do tornozelo.


Classificação e Graus do Entorse


  • Entorse em rotação: Esse entorse acontece quando viramos o tornozelo para dentro ou para fora com maior amplitude. Os movimentos de adução e abdução são afetados. Os movimentos de abdução são aqueles em que afastamos o pé do eixo do corpo lateralmente, exemplo é quando saímos da frente de alguém em um percurso. Já os movimentos de adução é quando aproximamos o pé para a linha do eixo do corpo.

  • Entorse em eversão: O entorse em eversão acontece geralmente por avulsão da tíbia. O ligamento deltóide pode ficar contundido devido a colisão entre o maléolo fibular e o calcâneo. A recuperação do entorse em eversão é mais demorada do que o entorse por inversão.

  • Entorse em inversão: No entorse em inversão o pé tem uma rotação interna, com a planta do pé virando para dentro causando um tensão tônica do tibial posterior. Geralmente acontece quando pisamos em algo irregular, um buraco ou degrau.


Graus


São três graus de lesão que podem ser causadas pelo entorse do tornozelo.

  • No Grau I ocorre uma distensão, com estiramento dos ligamentos, formação de edema e dor na região da lesão.

  • No Grau II acontece ruptura parcial dos ligamentos com instabilidade da articulação. Edema, rigidez dos movimentos e dor na região também são causadas pela lesão.

  • No Grau III considerado grave, acontece a ruptura total dos ligamentos, instabilidade no pé, dor intensa na região da lesão, grande sensibilidade ao toque e incapacidade de articular o pé.


A importância da Fisioterapia para a recuperação de lesões esportivas


Buscando uma recuperação completa o fisioterapeuta pode promover o fortalecimento e recuperação do movimentos dos músculos, articulações e tendões do atleta.


Ou seja, é importante sim termos a atenção e cuidados necessários para que a prática do esporte seja completa e saudável.


Venha fazer uma avaliação com um de nossos médicos fisiatras e fisioterapia para reforço muscular.


Para agendar um horário, basta entrar na “HOME” e preencher nosso formulário que nossa equipe entrará em contato com você. Ou, se preferir, basta entrar em contato pelo telefone 051 3051.8494!

21 visualizações
  • Vittal Fisio | Facebook
  • Branca Ícone Instagram