• VITTAL FISIO

Principais Lesões em Atleta de Vôlei | PARTE 1



O vôlei é um esporte muito popular no Brasil. Atletas conhecidos tais como: André Heller, Anderson Rodrigues, Giba, Bruninho, Paula Pequeno, Jaqueline, Fofão, Fabiana, Sheilla e tantos outros atletas de alta performance já sofreram muitas lesões ao longo da carreira.


Para que o atleta tenha a garantia de uma alta performance e não tenha lesões ele pode recorrer a fisioterapia e reforço muscular. E mesmo na recuperação de cirurgias e lesões a fisioterapia se torna uma grande aliada dos atletas de vôlei.

Lesões no Vôlei


Dando seguimento na série de conteúdos relacionados a lesões no esporte, vamos falar das principais lesões dos atletas de vôlei.


Esse conteúdo será dividido em duas partes. Nessa primeira parte vamos falar da lombalgia, lesões no ombro (Tendinopatia ou Inflamação no Manguito Rotador, Ruptura do Manguito Rotador, Bursite ou tendinopatia degenerativa), lesões nas mãos (Entorse nos dedos e Rupturas de ligamentos e tendões, Fratura das falanges e metacarpos e Luxações nos dedos).


Lombalgia


As dores nas costas também chamada de lombalgia é um das principais sintomas decorrentes de lesões entre atletas do vôlei. Essas dores podem ser causadas decorrente de estiramentos musculares ou de lesões dos ligamentos. Estes estiramentos são causados devido ao alongamento além da capacidade normal dos tecidos musculares.


Caso o atleta não esteja com o corpo aquecido, condicionamento ruim, sem alongamento e sofra uma sobrecarga ou carga repetitiva, aumento abrupto de intensidade do treino pode sofrer o estiramento da musculatura das costas e ter como sintoma a lombalgia.

Lesões no Ombro


Tendinopatia ou Inflamação no Manguito Rotador

A estabilidade e movimentação do ombro pode ser comprometida por inflamação no manguito rotador. O manguito rotador é formado por quatro músculos: infra espinhal, supra espinhal, redondo menor e o subescapular.


A inflamação ou tendinite pode ocorrer por desgaste, irritação ou impacto causado por excesso de uso da articulação, muito comum nos atletas de vôlei. O atleta pode sentir dificuldade ou fraqueza no braço, dor no ombro e dificuldade em realizar movimento com o braço.

Ruptura do Manguito Rotador

A ruptura do manguito rotador pode ocorrer devido a uma queda, golpe direto na região, desgaste degenerativo do tendão, artrite, esforço repetitivo e até mesmo a tendinite pode evoluir para o rompimento das fibras dos tendões, podendo ser parcial ou completa.


O desgaste degenerativo e tendinite crônica nos tecidos musculares do manguito é a principal causa da distensão e ruptura dos tendões.

Bursite ou tendinopatia degenerativa


A bursite é uma inflamação que ocorre entre os ossos, músculos e tendões. Geralmente ocorre nos ombros, mas pode ocorrer também no quadril, pés, cotovelos e joelhos. É causada pelo esforço repetitivo e envelhecimento de determinadas articulações, traumatismos, lesões por esforço, artrite e gota.

Entorse


O ombro possui diversos ligamentos que garantem os movimentos e estabilidade, além de proteger as articulações. O acrômio localizado na frente da omoplata e o processo coracóide localizado nas costas unem a clavícula à omoplata através de ligamentos. Esses ligamentos chamados de glenoumerais inferior, médio e superior podem sofrer entorses causando ruptura parcial ou total dos ligamentos.


Lesões na mão


Entorse nos dedos e Rupturas de ligamentos e tendões


O entorse nos dedos pode causar uma distensão ou ruptura dos ligamentos dos dedos. Geralmente ocorre quando os dedos recebem um golpe, quando as pessoas caem na mão, ou quando estende os dedos excessivamente podendo romper o ligamento.


O atleta pode ter dificuldade em agarrar objetos, esticar os dedos, apoiar a mão, além de sentir dor e inchaço nos dedos lesionados.


Fratura das falanges e metacarpos e Luxações nos dedos


É comum os atletas de vôlei deslocarem as articulações dos dedos. Esses deslocamentos podem causar lesões nos ligamentos, vasos sanguíneos e cartilagens. A luxação causa dor intensa, limitação dos movimentos, inchaços e hematomas.


Já as fraturas das falanges e metacarpos podem ocorrer decorrentes de entorses, desvios rotacionais, até em situações onde os dedos ficam presos em portas, janelas ou trancados entre objetos pesados.


As fraturas no metacarpo são comuns e dependendo do grau da lesão o atleta pode sentir muita dor, sensibilidade, dificuldade em realizar movimento dos dedos e agarrar objetos, deformidade rotacional.



A importância da Fisioterapia para a recuperação de lesões esportivas


Buscando uma recuperação completa o fisioterapeuta pode promover o fortalecimento e recuperação do movimentos dos músculos, articulações e tendões do atleta.


Ou seja, é importante sim termos a atenção e cuidados necessários para que a prática do esporte seja completa e saudável.


Venha fazer uma avaliação com um de nossos médicos fisiatras e fisioterapia para reforço muscular.


Para agendar um horário, basta entrar na “HOME” e preencher nosso formulário que nossa equipe entrará em contato com você. Ou, se preferir, basta entrar em contato pelo telefone 051 3051.8494!


6 visualizações
  • Vittal Fisio | Facebook
  • Branca Ícone Instagram