• VITTAL FISIO

Lesões mais comuns em atletas do atletismo - Parte 1



Dando continuidade na série de lesões em atletas de esportes vamos iniciar hoje falando sobre as lesões em atletas de atletismo.


O atletismo possui diversas modalidades onde a maioria exige dos atletas a corrida ou marcha acelerada. É comum nos atletas lesões nos pés, joelhos e quadris. Muitos dos esportes do atletismo possuem saltos como parte integrante do esporte exigindo muito dos pés e joelhos. É importante chamar a atenção para os cuidados necessários a fim de manter a saúde física dos atletas, alertando a importância de um fisioterapeuta que reforce e previna as lesões na hora da prática dos esportes.


Hoje veremos as principais causas e sintomas da fascite plantar, tendinite do calcâneo e condromalácia patelar, patologias comuns dentro do atletismo.


Fascite plantar


A fascite plantar acontece quando há um processo inflamatório podendo ser degenerativo afetando a fáscia plantar do pé. Essa inflamação acontece em uma membrana de tecido conjuntivo fibroso e elástico que recobre toda a sola do pé.


Esta membrana auxilia no amortecimento da caminhada e dá sustentação ao arco planta auxiliando também na sustentação do corpo durante a pisada além de distribuir o impacto.


A fascite plantar começa com dores que vão se tornando mais intensas com o tempo, inicialmente causando desconforto ao caminhar decorrente do estiramento excessivo da fáscia plantar ou pela repetição de microtraumatismos na região. Esse estiramento e microtraumatismos pode ocorrer por prática exagerada de exercícios físicos, sobrepeso ou idade. Pode perceber-se um inchaço na região em alguns casos.


Normalmente a dor é sentida logo pela manhã ao pisar no chão, e quando avançada a dor tende a ser muito forte geralmente próxima ao calcanhar mas podendo irradiar em outras regiões do pé.


Sem tratamento a dor pode tornar-se crônica e provocar alterações na marcha, como consequência pode provocar lesões no joelho, coluna e quadris.

Tendinite do Calcâneo

A tendinite do calcâneo é uma inflamação ou degeneração do tendão de Aquiles. Ocorre inchaço e dor na região e caso não seja tratada pode causar o rompimento do tendão.


O tendão de Aquiles conecta dois músculos da panturrilha e tensão constante destes músculos pode ser um fator que colabora para a tendinite.


A maioria dos casos, cerca de 70% ocorre em atletas de atletismo principalmente corredores ou esportes que exigem dos atletas correr.


Como fator principal para a causa da tendinite podemos citar o esforço repetitivo como a tensão dos músculos da panturrilha, mas outros fatores também colaboram tais como: o uso de força mal distribuída, o esforço excessivo do tendão de Aquiles, falta de alongamento e flexibilidade, corridas que exigem um esforço maior do tendão como as corridas em subida, o uso de calçados inadequados, caminhar de forma errada, pronação excessiva (movimento os pés rodam para dentro).


Lesões e outras infecções na região também podem colaborar para a tendinite calcânea. Por isso é importante sempre procurar um médico especializado para o tratamento.

Condromalácia Patelar ou Joelho de Corredor


A condromalácia patelar acontece quando há desgaste da cartilagem do osso da patela que fica na frente do joelho uma região chamada de condilo femoral. Essa cartilagem sofre uma degeneração articular como consequência de traumas, sedentarismo, desalinhamento do joelho, sobre peso, idade e atividades físicas de alto impacto. Mulheres são as mais atingidas pela condromalácia patelar.


Causas

  • Desgaste da cartilagem do osso patelar;

  • Falta de alongamento;

  • Sobrepeso;

  • Obesidade;

  • Exercícios feitos de forma inadequada, sem acompanhamento de um especialista;

  • Hipertensão patelar;

  • Artrose;

  • Sobrecarga no joelho por saltos constantes;

A condromalácia patelar possui 4 graus de lesão:

Grau I: Há um certo amolecimento da camada mais externa da cartilagem da patela. Pode haver dor e edema (inchaço);


Grau II: Há lesões na cartilagem com até 1,3 cm de diâmetro. As lesões ainda são pequenas e localizadas;


Grau III: As lesões são maiores que 1,3 cm de diâmetro;


Grau IV: Neste ponto, a cartilagem já sofreu tamanha erosão que é possível visualizar o osso subcondral que a sustenta.


Geralmente sentisse dores leves ao redor ou sob a rótula. Essa dor pode piorar com o tempo e é sentida quando se desce escadas, rampas, após ficar muito tempo sentado ou após praticar esportes.

Sintomas

  • Dor na região patelas;

  • Inchaço do joelho,

  • Ardência na região;

  • Ruídos ao mover o joelho como sons de clique;

  • Em alguns momentos dores agudas dependendo do grau de lesão;

A importância da Fisioterapia para a recuperação de lesões esportivas

Buscando uma recuperação completa o fisioterapeuta pode promover o fortalecimento e recuperação do movimentos dos músculos, articulações e tendões do atleta.


Ou seja, é importante sim termos a atenção e cuidados necessários para que a prática do esporte seja completa e saudável.


Venha fazer uma avaliação com um de nossos médicos fisiatras e fisioterapia para reforço muscular.


Para agendar um horário, basta entrar na “HOME” e preencher nosso formulário que nossa equipe entrará em contato com você. Ou, se preferir, basta entrar em contato pelo telefone 051 3051.8494!

7 visualizações
  • Vittal Fisio | Facebook
  • Branca Ícone Instagram