• VITTAL FISIO

Atividades físicas no inverno: a importância de um bom aquecimento


O frio já chegou no Brasil e, nesse clima, seu corpo precisa ainda mais da prática de atividades físicas para se adaptar às mudanças de temperatura e fortalecer a imunidade e a saúde com um todo.


No entanto, é preciso tomar alguns cuidados especiais por conta das temperaturas mais baixas para não desencadear nenhuma lesão ou comprometer qualquer parte do corpo - como utilizar roupas e acessórios adequados, manter uma boa alimentação, ficar atento à respiração e, claro, fazer sempre um bom aquecimento.


Tanto para praticantes novatos como para experientes, o aquecimento é fundamental em qualquer época do ano. Mas no inverno, essa etapa é ainda mais importante - sendo responsável pela preparação gradual do organismo e pelo aquecimento dos músculos para prevenir possíveis lesões e promover uma realização eficaz dos treinos.


E para acompanhar a estação mais fria do ano, a Vittal Fisio elaborou algumas dicas de como seguir com as atividades físicas na sua rotina de maneira segura e saudável, entendendo no que consiste a prática do aquecimento e como o frio interfere no nosso corpo e desempenho.


Boa leitura!


O inverno e as atividades físicas


Antes de falarmos sobre a importância do aquecimento no inverno, precisamos entender quais mudanças e reações que ocorrem no nosso organismo com as temperaturas mais baixas.


Acontece que, nos períodos de frio, é causada a falsa impressão de que podemos pegar mais pesado do que realmente conseguimos, e que o corpo parece responder melhor à sobrecarga imposta - mas essa sensação traiçoeira aumenta o risco de romper ligamentos e até mesmo fraturar ossos, se não houver os cuidados necessários.


O que ocorre, na verdade, é que o corpo demora ainda mais para atingir a temperatura ideal para o treino, pois, com o frio, o sistema circulatório entra em um processo chamado de vasoconstrição periférico - ou seja, há menos sangue circulando em sua pele. Diante disso, seus vasos sanguíneos ficam menos dilatados e a musculatura do seu corpo mais rígida e contraída, sendo necessário um maior consumo de energia para manter a temperatura corporal adequada - e é aqui que entra o aquecimento.


A importância de um bom aquecimento


Para aqueles que praticam qualquer tipo de exercício, não é nenhuma novidade a importância do aquecimento antes de iniciar o treino - e com a chegada do frio, essa etapa merece ainda mais destaque. Mas o primeiro passo para fazer um bom aquecimento é entender exatamente o que essa palavra significa, pois confundir aquecimento com alongamento é um engano frequente.


Vamos lá: o aquecimento é uma atividade que aumenta a frequência cardiorrespiratória e que leva mais sangue para os músculos, ou seja, faz o coração bater mais rápido, a respiração ficar mais ofegante e prepara os músculos para uma atividade mais agitada. Alongamentos, por sua vez, não têm essa função e embora sejam muito importantes, não representam um aquecimento propriamente dito.


E como dito anteriormente, com a função de aumentar a frequência cardiorrespiratória, o aquecimento também ajuda na circulação sanguínea, levando mais sangue para os músculos e preparando-os para treinos e exercícios mais intensos - auxiliando no desempenho e na prevenção de dores e lesões.


E como aquecer?


A ideia é ir preparando o corpo gradativamente antes da atividade física para que não haja um estímulo intenso muito brusco ao corpo ainda "frio". Então, qualquer movimento de intensidade moderada, que cumpra a tarefa de acelerar o coração, pulmão e levar sangue para os músculos, será válido.


Alguns exemplos são:


- caminhada (leve ou rápida)

- trote leve

- pedaladas leves

- pequenos saltos com variação de altura e velocidade (polichinelos são uma boa alternativa)

- corrida no lugar


Por quanto tempo?


A resposta para essa pergunta pode variar devido às características pessoais de cada um e a intensidade dos exercícios. Relembrando que o objetivo é fazer o aquecimento até sentir que a respiração e a frequência cardíaca estão mais altas do que no repouso e que as pernas estão mais quentes.


Uma sugestão é um aquecimento de pelo menos 10 minutos.


Dicas da Vittal Fisio:

Já explicamos que devemos sempre realizar as atividades físicas com “atenção especial” nessa época do ano, para evitar possíveis lesões e manter a prática de maneira saudável - mas além do aquecimento, há também outros cuidados bem simples e mais eficazes do que você imagina, capazes de promover uma mudança significativa na vida do atleta:


Uso de roupas adequadas


Esse é um tópico bastante subestimado. Mas a verdade é que, durante a prática de exercício, o uso de luvas, meias e toucas, por exemplo, ajudam a equilibrar bem a temperatura corporal.


Com o passar do tempo de prática, o corpo vai produzindo mais calor e, consequentemente, mais suor - principalmente com o uso de bastante roupas por conta do frio. É importante que as peças sejam adequadas ao esporte e permitam que esse suor evapore, para que a temperatura corporal se mantenha estável.


Além disso, em caso de corrida, pedalada ou até mesmo academias, o uso de tênis adequados também é essencial, podendo prevenir uma série de lesões em toda a região dos quadris para baixo.


Atenção com a respiração


É importante que, enquanto exercitamos, tenhamos maior atenção na respiração: ela deve ser feita totalmente pelo nariz. Dessa forma, garantimos o aquecimento do ar gelado antes que este chegue aos pulmões.


Na cabeça, nós temos áreas vazadas (ocas) entre os ossos - os seios da face - e o ar transita por ali garantindo o aumento de sua temperatura antes de descer para os pulmões. Além disso, nas narinas, existem pelos que filtram o ar e servem de primeira barreira contra a infecção de vírus e bactérias, tão comuns nessa época - e bem preocupantes desde o início da pandemia do Covid-19.


Fisioterapia esportiva


Junto a isso, não se pode falar de cuidados na prática de atividades físicas e prevenção de lesões sem mencionar a fisioterapia esportiva!


A fisioterapia esportiva é uma área da fisioterapia convencional que contempla todas as questões abordadas no conteúdo, focada na saúde e no bem estar de atletas e praticantes de exercícios físicos em modalidades esportivas. O objetivo é prevenir e tratar as lesões causadas pelo desgaste excessivo das articulações e do tecido muscular.


O fisioterapeuta desportista prepara os atletas para competições, previne luxações, lesões em ligamentos, tendinites, entorse e fraturas em pessoas que praticam atividades físicas e recupera as contusões ocasionadas pelo esporte - acompanhando o atleta em todas as estações do ano e o auxiliando na adaptação do corpo às mudanças de temperatura.


Além disso, em caso de lesão, o fisioterapeuta proporciona o retorno ao esporte no menor prazo possível: por meio do diagnóstico funcional e dos exames clínicos do paciente, é possível instituir métodos fisioterapêuticos específicos e acompanhar a evolução do tratamento, bem como evitar que as dores ou lesões retornem.


Ficou curioso? Entre em contato conosco e agende uma consulta!


1 visualização0 comentário